"Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor" Lc. 1.45.

A Lição do Bambu


Certo dia decidi dar-me por vencido, renunciei ao meu trabalho, às minhas relações, e à minha fé. Resolvi desistir até da minha vida. Dirigi-me ao bosque para ter uma última conversa com Deus. "Deus," eu disse, "poderias dar-me uma boa razão para eu não entregar os pontos?"

Sua resposta me surpreendeu: "Olha em redor. Estás vendo a samambaia e o bambu?"
"Sim, estou vendo", respondi.

"Pois bem. Quando eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente, seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía. Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu. Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa... Mas, eu não desisti. Mas... no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno, até insignificante. Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura. Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver. A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar".

E olhando bem no meu íntimo, disse: "Sabes que durante todo esse tempo em que vens lutando, na verdade estavas criando raízes? Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não te compares com outros. O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito".

"Teu tempo vai chegar", disse-me Deus. "Crescerás muito!"

"Quanto tenho de crescer?", perguntei.

"Tão alto como o bambu", foi a resposta.

E eu deduzi: "Tão alto quanto puder!"

Um escritor de nome Covey escreveu: "Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu quinto ano chegará e, com ele, virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava".

O bambu chinês nos ensina
que não devemos facilmente desistir de nossos projetos, de nossos sonhos... Devemos sempre lembrar do bambu chinês para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão. Procure cultivar sempre dois bons hábitos em sua vida: a persistência e a paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos! É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão. Nunca te arrependas de um dia de tua vida. Os bons dias te dão felicidade. Os maus te dão experiência. Ambos são essenciais para a vida. A felicidade te faz doce.

Os problemas te mantêm forte. As penas te mantêm humano. As quedas te mantêm humilde. O bom êxito te mantém brilhante.

Mas, só Deus te mantém caminhando...

3 comentários:

Missionária Bella Dourado disse...

Querida é DEUS falando!
Íncrivel, estava meditando sobre os feixes na bíblia e com uma saudade do bambuzal.
Escrevi um post singelo, e depois fui conferi dos amigos e me deparo de cara com este teu post lindo.

Deus! Obrigada!
É de arrepiar. Óh! Glória

Gisele Vargas disse...

Adriana, que lindo este post!
É uma reflexão de ânimo para os abatidos,que estão pensando em desistir...Deus investe o tempo necessário para ver não somente os brotos, mas os frutos em nós!!!Amei!
Posso compartilhar no meu blog?
Beijos querida, fica na paz!

Márcia Adoradora do Pai disse...

Olá!,
É um prazer passar por seu blog e ser edificada por suas postagens e se vc não se importar coloquei um marcador com postagens de Adriana Rangel em meu blog, se vc não gostar eu deleto.
Beijos querida,fica na paz!

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios